Conheça a história da Maria Emília que aos 16 anos e há 7 convivendo com o diabetes tem muito a nos ensinar!

Maria Diario de uma dm

Maria Emília, uma jovem alegre e cheia de atitude, atual dona do blog Diário de uma Diabética, foi diagnosticada aos 9 anos de idade e hoje aos 16 nos ensina sobre aceitação, a importância de buscarmos o time de saúde certo para as nossas necessidades e como todo esse apoio pode nos possibilitar sim uma vida mais doce e feliz.

Maria conta que antes de ter sido diagnosticada, fez um exame de rotina para acompanhar o seu crescimento, e entre os exames realizados, ela fez o de hemoglobina que na ocasião apareceu alterado, mas a médica não a diagnosticou com diabetes.

Um tempo depois, durante uma viagem, ela pegou uma virose muito forte o que a deixou de cama, e nesse momento, o diabetes começou a se manifestar mais fortemente, com os clássicos sintomas como: muita sede, frequentes idas ao banheiro e muita fome associada a perda de peso, o que a fez voltar à médica, que pediu para que eles refizessem os exames. Ao receber os resultados, a glicada estava em mais de 12%, o que confirmou o diagnóstico de diabetes tipo 1.

Nesse momento todos se sentiram perdidos e desamparados, e a postura da médica que os atendeu só piorou as coisas, pois além de dar o diagnóstico de forma ríspida, ela também impôs várias restrições, principalmente cortando totalmente o açúcar da sua vida, o que fez que ela comesse por muitas vezes escondido.

Maria conta que nessa fase ela tinha muita vergonha de falar para as pessoas que tinha diabetes, o que ela considera ter contribuído para um mau controle do diabetes. Ela diz que queria muito se tratar mas não conseguia, e apesar de fazer terapia, ela continuava nesse ciclo com muitas dificuldades emocionais e no tratamento.

Quando perguntamos a Maria sobre o que era o grande obstáculo para essa mudança tão desejada, ela diz que faltaram os profissionais certos, que tivessem empatia por ela e conseguissem mostrar que apesar de ser difícil a mudança, ela era possível e que ela não estava sozinha.

Em sua busca, Maria conheceu vários especialistas, mas até chegar ao médico que está hoje, o qual ela considera um anjo em sua vida, ela passou por situações que ela diz terem prejudicado muito o tratamento já que muitas vezes, quando ia buscar ajuda médica porque não estava conseguindo melhorar, ela sentia que existia um certo julgamento por parte da profissional, e dava a entender que as coisas não estavam indo bem por culpa dela. Ela diz “Tudo era culpa minha, e eu não conseguia me tratar por raiva dela, por raiva de mim mesma, por me sentir incapaz, o que não é verdade pois hoje sei que muitos fatores influenciam a glicemia como por exemplo o ciclo menstrual, uma doença, e por isso sei que preciso cuidar ainda mais do meu emocional e da saúde de forma geral”

Foi aí, com todo esse mau estar, que ela percebeu que havia algo de errado e falou com sua mãe que precisava mudar de médico. A mãe aceitou seu pedido e foi aí que ela conheceu seu médico atual, Dr. Rui Lira, que como ela diz, olhou para ela nos olhos e disse que o controle dela estava ruim, que a glicada estava muito alta, mas que eles iam melhorar, disse que seria difícil e seria um tratamento de formiguinha mas que ela não estava sozinha e que tudo daria certo.

Maria diz que nunca tinha ouvido algo assim antes de um médico, um simples “vai dar tudo certo” e foi essa atitude que de fato fez com que ela voltasse a acreditar no tratamento e em si mesma.

Nesse período de mudanças, Maria procurou também outra psicóloga, com quem está há um ano, e que também a ajudou muito a restabelecer o seu psicológico e a cuidar do emocional, o que ela afirma ter contribuiu muito para sua melhora geral.

A partir daí surgiu o blog, pois bateu a vontade de compartilhar sua experiência com mais pessoas, principalmente para incentivá-las a buscarem os profissionais certos, a se aceitarem mais, e a se motivarem com a possibilidade de uma vida melhor com o diabetes.

Maria finaliza dizendo: “Hoje eu me conheço, e sei quando a glicemia está descompensada por responsabilidade minha, por conta de hormônios, ou de doenças e isso tem sido muito bom”, e sobre a vergonha de ter diabetes “eu sempre tive muita vergonha sim, mas depois de encontrar esse time de saúde que tanto me apoia, eu aprendi a me aceitar, e pelo contrário, ao invés de ter vergonha, aprendi a disseminar informação de qualidade sobre a condição; uso a bomba e o sensor e por onde vou as pessoas param e me perguntam se eu tenho diabetes, e eu falo sobre o blog e explico com o maior carinho pois eu acredito que é isso que as pessoas estão precisando: informação”

“Hoje em dia estou completamente transformada, sou outra pessoa. Leio muito sobre diabetes, conheço pessoas que também tem e me entendem, e além de ajudar com o blog também sou muito ajudada, pois quando tenho recaídas, eu entro lá e leio as mensagens que as pessoas me mandam e isso me faz muito bem”

Maria é a autora do blog Diário de uma diabética e você pode encontrá-la também no Facebook e no instagram: @diariodeumadiabetica_

 

 

 

 

2 respostas em “Conheça a história da Maria Emília que aos 16 anos e há 7 convivendo com o diabetes tem muito a nos ensinar!

  1. Maria Emilia, tive o prazer de conhecê-la ainda bem pequena. Você brincava com minha filha Luiza.
    Já via em você uma beleza e curiosidade que chamava atenção de todos. Muita graça e doçura em tudo o que fazia.
    Bom humor, simpatia e travessura.
    Parabéns por ser se tornado nessa adolescente que sabe lidar que barreiras da vida e transforma-las em portas abertas. Assim todos podem compartilhar e aprender com você.
    Muito amor
    Tia Ilma

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s