Divabética Fashion Show: Amor próprio como parte do tratamento do diabetes

Estou muito feliz em compartilhar que no dia 25/11 foi realizada a primeira edição do evento Divabética Fashion Show, um evento diferente que reuniu jovens com diabetes tipo 1 e suas famílias para um momento de muitas trocas de aprendizados e experiências, assim como um desfile super fashion e animado com jovens que tem diabetes e desfilaram com seus aparatos tecnológicos sem vergonha ou medo de mostrarem-se como são. 

Fabi_divabetica
Fabiana Couto, Fundadora do movimento Divabética

Minha intenção ao criar o movimento Divabética bem como esse evento foi a de trazer mais autoestima e amor próprio para nós, meninas, jovens e mulheres com diabetes. Eu fui diagnosticada com diabetes tipo 1 aos 13 anos de idade e de lá para cá passei por muitos altos e baixos (que não foram só com a glicemia), e entre eles a dificuldade de me aceitar com o diabetes, que hoje sei, é uma condição que faz parte de quem sou.

Conforme fui me aceitando mais, eu naturalmente comecei a me cuidar também, e hoje vejo que o diabetes para mim veio como uma forma de me aproximar de mim mesma, de  obter mais autoconhecimento e transformação, mas até que ouvisse esse “chamado” eu briguei muito contra minha condição, mas com isso, briguei muito comigo mesma; pois a questão não é lutarmos contra o diabetes, mas sim a favor de nós mesmos e da vida.

eu e eric
Eric Boury, mestre de cerimônias do evento

O Divabética fashion show marca essa reconciliação consigo mesmas, essa busca pela aceitação e amor próprio. Iniciamos o evento com a apresentação de um mestre de cerimônias pra lá de especial, Eric Boury, meu amigo e uma pessoa muito engajada pela causa e conhecido como “dm tipo 3” aquele que apoia e ama alguém que tem diabetes, marido da palestrante do evento, Deise Santiago, Eric conduziu as apresentações  com muito bom humor e simpatia.

LUC
Luc Bouveret, Palestrante do evento

Eric abriu o evento com a participação especial de Luc Bouveret, o qual juntamente com seu parceiro, David Arzel, cederam gentilmente o espaço no qual o evento foi realizado, e Luc falou sobre a sua trajetória de transformação como pai de Tancrède, que tem 13 anos de idade diante do diagnóstico de leucemia, que aconteceu há alguns anos atrás, o filho passou por um transplante de medula e continua em tratamento intensivo. Luc nos emocionou falando sobre sua busca por transformação interior a partir dessa situação, e como podemos encontrar propósito por trás da condição de saúde de um filho.

DIVAS
Carol Naumann, Deise Santiago, Fabiana Couto e Aline Peach, Palestrantes do evento

Seguimos com palestras inspiradoras com mulheres que tiveram seus diagnósticos de diabetes entre a infância e adolescência e contaram sobre como fizeram para superar as barreiras ao tratamento, que em sua grande maioria, eram barreiras internas e relacionadas à família.

Caroline Naumann falou com emoção sobre o poder de receber e aceitar apoio e a importância de nos mantermos conectados, primeiramente consigo mesmas e também com outras pessoas que tem diabetes; Deise Santiago falou sobre a importância de uma vida em equilíbrio sem proibições e como a partir de sua experiência e formação ela hoje ajuda outras pessoas a fazerem o mesmo através do seu trabalho como nutricionista. Aline Peach falou sobre a super proteção dos pais que por mais bem intencionada que tenha sido, acabou fazendo com que ela se visse como incapaz de realizar as coisas por si e como ela precisou se superar para realizar seus objetivos.

Carol video
Carol Figueira no vídeo que gravou para  o evento

E finalmente, Carol Figueira, que não pôde estar lá presencialmente, pois foi recém operada de um transplante de pâncreas, mas gravou um vídeo e falou sobre as complicações adquiridas por causa do diabetes mal controlado.

Ela porém enfatizou que apesar das dificuldades sempre é tempo de recomeçar. Carol, que já estava em hemodiálise,  fez o transplante de rim e de pâncreas para adquirir melhor qualidade de vida devido às complicações e frisa que o transplante não é a cura mas sim uma nova forma de tratamento que também requer cuidados mas que a possibilita de viver bem e buscar seus sonhos e objetivos.

Desfile Júlia
Júlia Silveira, 27 anos, 13 anos de dm1, desfilando com sua bomba de insulin

Na segunda parte do evento, tivemos o desfile com 13 meninas com diabetes tipo 1, de 03 a 28 anos de idade, que desfilaram com seus aparatos tecnológicos, como bomba de insulina, caneta e medidor de glicemia, mostrando que não precisamos ter vergonha ou medo de falar que temos diabetes e que sim, podemos nos orgulhar de buscarmos o melhor tratamento para cada uma de nós. A estilista de moda inclusiva, Robertha Navajas, criadora da marca Diabetstyle, adaptou os looks das meninas de forma criativa e divertida para tornar a condição mais leve e inclusive ajudar com a questão da aceitação.Com isso, as meninas brilharam na passarela, e deram um show de autoestima e amor próprio. Ao final do desfile, tivemos a participação especial de Sophia Poole, também dm1, que com sua voz extraordinária cantou a música “The Climb” juntamente com Júlia Caminada na guitarra e emocionaram o público presente.

img_8329.jpg
Ana ganhou o modelador de cabelos da Gama Italy

Tivemos também sorteios de prêmios para as pessoas presentes como uma anuidade da revista Momento Diabetes e produtos cedidos pela marca de beleza para os cabelos Gama Italy. Sorteamos ainda vouchers para a lojinha da Biabética e uma cesta de produtos da marca de alimentos Urban Remedy.Ao final tivemos uma linda homenagem para nossas famílias que são nosso ponto de apoio mais fundamental e indispensável no tratamento.

Com um abraço demonstramos nossa gratidão por tê-los em nossas vidas e podermos contar com seu apoio e incentivo diário.

O Divabética Fashion show foi um grande sucesso para todos envolvidos, e para mim, a realização de um sonho e objetivo pessoal.

bia e wilma
Fabiana e sua mãe Wilma

Agradeço toda ajuda que recebi na realização do evento. A ajuda não parava de chegar e as pessoas se mobilizaram verdadeiramente pela causa, o que possibilitou que o evento fosse um sucesso pois ninguém realiza nada verdadeiramente significativo sozinho. Agradeço em especial nosso principal patrocinador, a Medtronic, que foi quem verdadeiramente viabilizou esse evento, a empresa acreditou na proposta do Divabética Fashion Show, mesmo sendo sua primeira edição, e a percebeu como uma iniciativa importante no empoderamento do paciente e da família.

A meta é que esse evento se repita anualmente em novembro, mês mundial do diabetes, e gostaríamos de levar essa iniciativa inclusive para outras cidades além de São Paulo, pedidos e vontade não nos falta.

Evento DFS
Grupo de Divabéticas, entre as palestrantes e modelos do evento

Por outro lado, esperarmos um ano para o próximo encontro é muito tempo e em breve teremos outras novidades para vocês!! Para participar, acompanhem a página do facebook, e aqui no nosso blog 🙂

#sejadiva, ame-se e ame sua vida com diabetes! ❤

Fabi Couto

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s